4 dicas simples para conquistar o envolvimento dos seus funcionários

Temos observado, em conversas com nossos clientes, que uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos gestores hoje é conquistar o engajamento dos seus colaboradores em temas relacionados ao negócio.

Em grande parte, eles atribuem o problema à deficiências em processos de comunicação interna. O que muitos não percebem é que essa é também uma reclamação constante por parte dos colaboradores: eles querem ter mais voz.

Estabelecer um diálogo construtivo, entretanto, não é uma tarefa que se desenvolve da noite para o dia. É preciso adotar alguns conceitos e algumas medidas que permitam um processo mais democrático de comunicação interna, libertando a organização das amarras da burocracia e da hierarquia excessiva.

  1. Comunicar não é só informar

Sim, comunicar é muito mais que informar. Não adianta enviar uma avalanche de e-mails para seu time comunicando as ações da empresa se eles não podem se envolver, muito menos opinar, sobre o assunto.

O mesmo vale para informativos e os clássicos “quadros de aviso”: quem garante que todos vão ler?

É preciso estabelecer um mecanismo de comunicação em que os colaboradores sintam-se à vontade para comentar sobre as conquistas, sugerir novas ideias e rumos para o negócio. Eles precisam sentir-se parte do processo para “vestir a camisa”.

  1. Crie ferramentas que estimulem o diálogo

 Ter uma “caixa de sugestões” não é suficiente para estabelecer um diálogo franco dentro da sua empresa. Primeiro porque o funcionário pode “temer” alguma retaliação, caso faça alguma crítica, por exemplo, a um superior direto. Depois porque as mensagens podem não ser interpretadas da forma correta, criando ruídos internos que, ao contrário de estimular a comunicação interna, geram problemas de relacionamento entre as equipes.

Um ambiente mais informal de comunicação, que estimula o contato pessoal entre os membros da sua empresa, deixa o funcionário muito mais à vontade para expor seus pontos de vista, auxiliando na solução de problemas e integrando-se a outros setores da organização.

  1. Momentos de descontração são fundamentais

 Não basta envolver seus funcionários nas questões profissionais. Também é preciso proporcionar momentos de descontração, nos quais todos vão interagir e conversar sobre os mais variados assuntos. Inclusive (quem sabe) sobre o trabalho.

Empresas inovadoras, como a Pixar, estimulam a realização de atividades variadas durante o expediente com o objetivo de criar um ambiente mais leve de trabalho, onde chefes e subordinados convivem de igual para igual, seja aprendendo um instrumento musical ou mesmo realizando simples torneios de sinuca. O importante é o convívio.

  1. Incentive a interação e o envolvimento

 Envolver os funcionários só é possível quando permitimos a interação. É importante que eles saibam que sua opinião é relevante para a empresa e que eles não só podem, mas devem participar das decisões, principalmente as que dizem respeito a seus setores.

Portanto, é preciso deixar a hierarquia de lado e criar um canal de comunicação horizontal, onde o CEO conversa com o analista de sistemas de forma aberta, sem discriminação de cargos.

As redes sociais corporativas, como a Intrasocial, têm cumprido muito bem o papel de ser o espaço onde ocorre toda essa interação democrática nas organizações, aproximando os colaboradores e criando um ambiente mais rico e colaborativo.

 

Conheça as funcionalidades da nossa intranet social e transforme já a comunicação interna da sua empresa. https://intrasocial.me

Leitura recomendada