5 tendências de comunicação interna para ficar de olho em 2017

O ano novo já começou a todo vapor. E por todo país, profissionais e consultores de comunicação interna já estão com a “mão na massa”, colocando em prática boa parte das estratégias desenhadas para 2017: em empresas dos mais variados segmentos as ações parecem convergir para um ponto em comum: as pessoas.

Esse “consumidor interno” vai ser novamente o grande protagonista quando o assunto for comunicação empresarial. É preciso conhecer cada vez mais as pessoas que trabalham com você, seus desejos, seus sentimentos, suas reações, seus hábitos e, munido dessas informações, definir as formas mais eficazes de fazer com que sejam impactados pela sua mensagem. Afinal, não adianta falar. É preciso que o outro entenda o que você diz.

A grande vantagem é que boa parte das empresas brasileiras já possui mecanismos eficazes de se comunicar com seu público interno. As redes sociais corporativas, por exemplo, deixaram se ser o futuro para se transformar no presente da comunicação interna. Portanto, o foco vai ser mais nas pessoas e menos nas plataformas e processos.

Fruto de conversas com gestores, empresários e profissionais que atuam na linha de frente em diversas empresas brasileiras, aqui vão 5 tendências que devem ser consideradas na hora de colocar em prática suas ações de comunicação interna em 2017.

1) Imagens e vídeos estarão cada vez mais em alta

Esqueça os textos longos, insossos, os informativos tradicionais que demandam tempo e paciência dos seus colaboradores: a comunicação interna precisa cada vez mais de dinamismo, de formatos e linguagens capazes de despertar a atenção e “dar o recado” com agilidade. É por isso que os profissionais do setor apostam na crescente utilização de imagens e vídeos nos processos de comunicação interna, uma tendência que segue o que vem acontecendo nas redes sociais tradicionais.

2) Segmentar o público continua sendo essencial

Empresas de médio e grande porte, principalmente, devem prestar muita atenção nos mais diferentes públicos internos ao elaborar seu plano de comunicação interna. Afinal, não dá mais para enviar o mesmo conteúdo, a mesma mensagem e o mesmo formato para um diretor e um trabalhador de chão de fábrica.

As dinâmicas e os interesses, na maior parte dos casos, são absolutamente diferentes. Por isso, é importante ter em mente que diferentes públicos precisam receber informações relevantes de acordo com o seu papel na empresa, utilizando a linguagem mais adequada.

3) A gamificação será uma realidade

A gamificação do ambiente de trabalho é outra tendência que chega para ficar em 2017. Trata-se de uma forma leve e lúdica de envolver e motivar seu time de colaboradores nos processos da empresa. A linguagem é super moderna e interativa, gerando engajamento e informações valiosas sobre o comportamento de cada membro da equipe. Abuse da mobilidade do digital para gerar envolvimento em pesquisas, mini games e até mesmo pontuando o cumprimento de tarefas.

4) Home office vai se transformar em uma alternativa mais comum

Buscando cada vez mais a produtividade e a redução de custos, centenas de empresas já se utilizam do trabalho remoto, o chamado home office. E a experiência tem demonstrado que em muitos casos os ganhos são bem maiores que os desafios. De acordo com os especialistas, o maior entrave é o conservadorismo.

Empresas como a multinacional Bosh já mantém um modelo de home office para seus executivos: são eles que definem quantos dias por semana vão ficar em casa. Os resultados foram surpreendentes.

Uma projeção global feita pela empresa de tecnologia Citrix, a partir de uma pesquisa com 1900 executivos de 19 países (incluindo o Brasil) demonstra que até 2020, quase 90% das corporações devem oferecer aos funcionários alguma modalidade de trabalho a distância.

5) A comunicação interna vai se tornar cada vez mais multiplataforma

Já está mais que provado pela prática que canais isolados raramente funcionam. Uma única plataforma de comunicação nunca é suficiente, afinal, cada colaborador possui a sua preferida. É preciso aumentar os pontos de contato.

Também é importante ter em mente que algumas mensagens pedem meios específicos para potencializar seus efeitos. É por isso que uma abordagem multicanal, que utiliza os pontos fortes de cada meio, deve fazer parte da sua rotina.

Seja qual for o tamanho da sua empresa e o segmento no qual você atua, é fundamental utilizar as ferramentas certas para uma comunicação interna eficaz. E a Intrasocial vem ajudando centenas empresas em todo Brasil, conectando pessoas e aumentando a produtividade das equipes. Experimente grátis. E depois conte-nos o que achou 🙂

50 dicas imperdíveis de comunicação interna

Leitura recomendada

Categorias