Como melhorar a comunicação interna e derrotar os inimigos da inovação na sua empresa

O corre-corre do dia a dia, a burocracia e lentidão dos comunicados e memorandos, o excesso de hierarquia. Você pode não ter percebido, mas eles estão matando a inovação na sua empresa.

Sim, são eles os grandes inimigos da inovação dentro dos ambientes de trabalho. E sabe o que é pior? A solução para um problema, o insight para um novo produto, essas ideias que transformam empresas e, muitas vezes, a própria sociedade, estão perdidas aí, à procura de um lar.

Quer saber como combater esse vilões?

Como você deve saber, algumas empresas criam espaços de descompressão, transformam partes significativas de suas sedes em verdadeiros clubes, tudo para estimular a criatividade de seus colaboradores. Opa, pera lá. Mas e se eu não for um Google da vida? Calma, calma, que dá pra adotar medidas mais simples e, nem por isso, menos eficazes. A implantação de uma rede social corporativa é uma delas.

Mas o que uma rede social pode fazer por mim?

Já parou para pensar em quantos funcionários possuem um perfil no Facebook? E quantas horas por dia eles gastam em suas linhas do tempo, curtindo e compartilhando conteúdos criados por seus amigos e outras empresas?

Implantar uma rede social corporativa é levar a rapidez na forma de se comunicar para dentro do ambiente de trabalho. É resolver um problema simples através do chat, deixando de lado papéis ou aquela cansativa ligação via telefonista. É publicar uma dúvida do planejamento de marketing sobre o mercado de Hortolândia e ter um feedback instantâneo do cara da linha de produção, que tem uma tia na cidade. É integrar setores, pessoas, criar uma verdadeira comunidade dentro da sua empresa. É estimular novas ideias e debates que podem resultar em novos processos, em novos produtos. É deixar de lado a hierarquia e conversar, de igual pra igual, com todos os colaboradores e, o que é melhor, ter um histórico seguro e muito bem organizado de toda essa riqueza.

Implantar uma rede social corporativa é ter sim, uma intranet. Só que uma intranet social. Com cara, com ferramentas e com o espírito livre que estimula a criatividade e inovação.

Leitura recomendada